Líder waiãpi morreu por afogamento e sem sinais de violência, aponta laudo

Exame realizado após a exumação do corpo do líder indígena Emyra Waiãpi, 63, não encontrou sinais de violência e apontou o afogamento como a provável causa da morte, afirma a Polícia Federal.
Leia mais (08/16/2019 – 10h46)