Doria cria limite de número de presos para evitar detenções em massa com privatização

O governo João Doria (PSDB) estabeleceu um teto máximo de ocupação de quatro unidades prisionais para evitar que a participação da iniciativa privada na gestão de presídios paulistas implique no incentivo ao encarceramento em massa com o retorno financeiro como objetivo.
Leia mais (09/06/2019 – 18h40)