Caneladas do Vitão: Ruindade e bizarrice reiteradas são as marcas do Brasileirão

As águas vão rolar, garrafa cheia eu não quero ver sobrar, eu passo a mão na saca, saca, saca-rolha, e bebo até me afogar… Alô, povão, agora é fé! Mais uma rodada do interminável Brasileiro de pontozzz corridozzz se foi e nada mudou! O Flamengo, que já é campeão desde Adão e Eva, ainda não teve a chancela matemática e nada vezes nada elevado ao cubo de nadica de pitibiribas de o Corinthians chutar uma bola no gol ou de o lixo armagedônico do VAR deixar de roubar os holofotes com decisões estapafúrdias.
Leia mais (10/29/2019 – 07h00)