Bolsonaro se rebaixa ao postar vídeos contra artistas e o Carnaval

O Carnaval não foi bondoso com Jair Bolsonaro. Um boneco gigante com suas feições foi atingido por latas de cerveja nas ruas de Olinda. Foliões vestidos de laranja fizeram algazarra na porta do condomínio onde mora o presidente. Por todo o Brasil, blocos bradaram “Ei, Bolsonaro, vai tomar no **”.

É óbvio que Bolsonaro iria reagir. Afinal, o capitão reformado não é homem de levar desaforo para casa. Mas não seria com um sorriso irônico, de quem sabe que a irreverência e a crítica política fazem parte do DNA do Carnaval. Muito menos com um ataque frontal a seus detratores, porque eles são muitos.

Não. O presidente da República preferiu se defender de maneira enviesada, e pelo Twitter. Acabou postando duas mensagens totalmente indignas de alguém que ocupa o posto mais elevado da República.

A primeira foi publicada na manhã desta terça (5), e trazia um vídeo onde um cantor não identificado entoa uma marchinha contra Caetano Veloso e Daniela Mercury. “Êêêêê, tem gente ficando doida sem a tal Lei Rouanet”, diz o refrão, dando a entender que os dois artistas ? que lançaram a música “Proibido o Carnaval”, protestando contra a onda de conservadorismo que assola o país ? dependem de verbas estatais, o que é a mais absoluta mentira.
Leia mais (03/06/2019 – 11h45)