Basquete argentino ama e refuta geração de ouro para se impor

Enquanto a maioria dos jogadores da seleção argentina de basquete pulava, gritava e batucava em todos os objetos disponíveis no vestiário após a vitória sobre a Sérvia, na última terça-feira (10), um comedido Luis Scola entrou no local e abraçou seus companheiros um a um.
Leia mais (09/12/2019 – 12h00)