Sultão de Brunei recua e diz que não aplicará pena de morte a sexo gay

O sultão de Brunei, Hassanal Bolkiah, afirmou neste domingo (5) que o país não vai mais implementar a pena de morte para relações entre pessoas do mesmo sexo -medida que passou a valer no mês passado e despertou reações indignadas da comunidade internacional.
Leia mais (05/06/2019 – 11h57)