Músico de 43 anos é a segunda vítima do coronavírus no AM

Um líder de sorriso aberto, fundador de uma das bandas de baile mais populares de Manaus e que não faltava ao trabalho por motivo de doença. A morte do tecladista Robson de Souza Lopes, 43, após dez dias internado na UTI, entristeceu e pegou de surpresa amigos, colegas de trabalho e familiares.
Leia mais (03/31/2020 – 16h39)