Mortes: A jovem que mobilizou milhares com seu coração

O coração de Tatiane Penha Losa era maior do que o normal. Milhares de pessoas souberam quando ele parou de bater. A notícia da jovem que morreu na fila de espera de transplante mobilizou mais de 150 mil pessoas em rede social. 

Dois anos se passaram desde que entrou para a fila em 2017, em 46° lugar. Chegou à décima posição. “Ela sempre acreditou que receberia um novo coração”, disse sua mãe Ércia, 49.

Até os 17, Tatiane, de São Paulo, só havia tido bronquite, uma “doença de criança” segundo Ércia. Quando estava perto de fazer 18, sentiu muito cansaço depois de subir um lance de escadas na volta da igreja com a mãe. 
Leia mais (05/06/2019 – 02h00)