Justiça italiana diz que mulher é ‘masculina demais’ para ter sido estuprada

Um tribunal de recursos italiano presidido por três juízas absolveu dois homens de estupro em 2017, em parte porque as juízas concordaram com o argumento dos réus de que a vítima tinha aparência de homem e que, portanto, os réus não poderiam ter sentido atração por ela.
Leia mais (03/13/2019 – 20h12)