Com críticas ao centrão, PSL oficializa candidatura de Bolsonaro à Presidência

Sob críticas a ex-presidentes e ao centrão, o PSL oficializou neste domingo (22) o nome do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro como candidato à Presidência da República.

O evento marcou o isolamento de Bolsonaro, que viu suas tentativas de firmar alianças partidárias fracassar para escolher seu vice e ainda não garantiu a advogada Janaína Paschoal, também filiada ao PSL, para o cargo. Durante a execução do hino nacional, o candidato chorou.

Sentada ao lado do deputado e aclamada como vice pela plateia, a autora do pedido de impeachment disse que um compromisso tão sério precisa de mais tempo para ser acertado.

“Declaro por aclamação a indicação do deputado Jair Messsias Bolsonaro para concorrer ao cargo de presidente da República”, disse o presidente em exercício do PLS, Gustavo Bebianno, que anunciou ainda que o nome do vice será definido pelo partido até o dia 5 de agosto.
Leia mais (07/22/2018 – 12h31)